Não foi à toa que a Copa virou símbolo dos protestos

A entrada do Maracanã antes de México x Itália

A entrada do Maracanã antes de México x Itália

O fato de a Copa do Mundo ter se transformado em símbolo das reivindicações de parte dos manifestantes que têm ido às ruas do país pegou alguns de surpresa. O Brasil recebeu o direito de sediar o torneio há muito tempo, então por que só agora os problemas chegaram às ruas? Ora, porque graças à movimentação contra os preços das passagens de transporte público o agora se tornou o momento certo de expor as insatisfações.

A Copa do Mundo, e a Copa das Confederações por tabela, são a mais perfeita representação do problema que, como expressei em outro texto, está na raiz das manifestações: o distanciamento entre os atos do poder público e os anseios da sociedade.

O mundial de futebol adquiriu essa característica não pelo que ele é. Organizar a Copa do Mundo é uma oportunidade perfeita para um país justificar investimentos. Com a Copa, não só o futebol, mas também a infraestrutura de um país pode passar por melhorias, importantes para o crescimento duradouro. A Copa do Mundo de 2014 se tornou símbolo dos manifestantes pela forma como ela vem sendo conduzida nas três esferas de poder – municipal, estadual e federal.

O último balanço oficial do Ministério do Esporte sobre as obras da Copa foi revelado em maio de 2012, quatro anos e sete meses depois de a Fifa escolher o Brasil como sede. Naquele momento, apenas 5% das obras estavam completas. O novo balanço será divulgado após a Copa das Confederações, mas as perspectivas não são boas.

As obras do legado (mobilidade urbana e aeroportos), aquelas que a população quer, não andam. Os estádios, aqueles que a Fifa quer, estão quase prontos. Ao menos dois, o Mané Garrincha e o Maracanã, custaram mais de R$ 1 bilhão. O primeiro é parte do quarteto de elefantes brancos que o ministro Aldo Rebelo (PCdoB) insiste em negar. O segundo vai para a iniciativa privada por um preço ridículo, e ainda terá de ser reformado para as Olimpíadas de 2016.

Mesmo os estádios que serão usados posteriormente se impõem como arautos da desigualdade – tanto a social quanto a que existe entre o poder dos lobbys organizados, como o da Fifa, e o da população. São obras magníficas, postas, muitas vezes, no meio do nada, como é o caso da Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, região metropolitana do Recife.

A coincidência entre os protestos e o início da Copa das Confederações contribuiu para fazer do torneio um símbolo, ao aprofundar o distanciamento governo/sociedade. No iG, o colega Bruno Winckler mostrou que, em Fortaleza, cidade onde a violência é cada vez mais marcada, o reforço do policiamento apenas para a Copa indignou moradores. Em Belo Horizonte, o Exército tomou as ruas da capital.

Também de Minas Gerais vem um exemplo da falta de tato político, que corta os partidos de forma horizontal. Atendendo pedido do governador Antonio Anastasia (PSDB), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (PT), enviou tropas da Força Nacional de Segurança para conter os protestos. Enquanto isso, Aldo Rebelo reafirmava o discurso duro contra manifestações em oposição à Copa das Confederações.

O que o brasileiro tem diante de si são governantes que falham miseravelmente ao prestar serviços públicos, que perderam a chance de tirar proveito (público) da Copa do Mundo e que não pestanejam ao seguir os ditames da Fifa e agir de forma truculenta para conter manifestações contra os torneios. Não é possível imaginar uma conjunção de fatores tão perfeita para fazer muitos brasileiros, ainda que torçam para a seleção, odiar a Copa do Mundo.

612

José Antonio Lima

32 anos, jornalista. Tem como maior patrimônio os álbuns completos das Copas de 1990, 94, 98, 2002, 2006, 2010 e 2014.
Todos os posts do

26 Palpites

  1. Fábio de Oliveira Ribeiro

    Ha, ha, ha… contradições do capitalismo moderno inventadas no interior do MPL.

    Os playboys de classe média alta e de classe alta resolveram interferir no processo político do país. Enrolados em suas bandeiras do Brasil, eles vão às ruas para cancelar a Copa do Mundo no Brasil. Eles nunca usaram o SUS e se dizem preocupados com saúde pública. Estudaram em escolas pagas, mas não aguentam mais a situação precária da escola pública. Ha, ha, ha…

    As ruas estão ai para ser ocupadas mesmo. A Política é um processo em permanente construção. Portanto, devo admitir não só o direito dos playboys de tentar cancelar a Copa do Mundo como a possibilidade disto ocorrer. Mas há um problema… sempre há.

    Se os playboys tiverem êxito e a Copa do Mundo for cancelada, como querem os playboys, a rede de televisão que encarna os valores deles e fornece seus principais paradigmas (a Globo) deixará de ganhar bilhões em direitos de retransmissão. É a direita dando tiro no pé da direita. Ha, ha, ha… o que poderia ser melhor que isto. Avante MPL.

  2. miranda

    A ideia de que todos os brasileiros torcem pela seleção é absolutamente ridícula. Tem muitos de meus amigos que num dão a minima para o futebol. Aplaudir um jogador que entra em campo para ganhar 1 milhao de dolares, em torneios comandados por grandes corporações em um pais com tantas necessidades, nao é exatamente o que se chamaria de esporte.

  3. Gustavo Schwantz

    Bom

  4. Dida

    Nao creio nada disso…. o que está por detras dessas manifestaçoes é a direita raivosa e oportunista que aproveitando o protesto do Passe Livre se colou e agora ninguem mais os tira , e com a ajuda da grande midia o golpe está engatilhado , ….os filhinhos de papai, os mauricinhos e patricinhas sao os que estao em massa se manifestando pelas ruas de todo o país , reinvindicando educacaçao , saúde …se eles nunca se importaram com nada disso e sempre se lixaram com os problemas das pessoas de baixa renda , e passaram a vida inteira criticando as politicas sociais do governo e criticando a reduçao da desigualdade entre ricos e pobres…..talvez estao assim porque já nao tem empregada como antes para escraviza-las!? Ou por que dividem agora espaços nos avioes, teatros, lojas universidades com os pobres , graças a recente justiça social que existe nesse país atualmente.

  5. Luiza Ferraz

    Boa reflexão, entretanto vejo muito oportunismo nas manifestações, gente esperta visando outras coisas que não o povo. E o povo no efeito manada, vai atrás. Porque não manifestaram há anos, quando o Brasil foi escolhido para sediar a copa? O pior é que nós pagaremos com o nosso suor tudo isso, a corda sempre arrebenta no lado mais fraco!

  6. Bruno Lucena

    A Arena é “no meio do nada” sim, mas o problema é o acesso. Recife tem um problema grande de verticalização e a cidade precisa se expandir. Estrategicamente o local é adequado(IMHO).

  7. Marcelo

    Dida e Luiza, vocês não leram o artigo? Nós , porque me considero parte do “povo” que vocês citam, acreditávamos e tínhamos a esperança de que teríamos o impulso necessário para a realização das obras que o Brasil tanto precisa. Moro em SC, não temos nenhuma sede aqui, mas conheço parte dos estados que tem, e eles precisam de obras. O caso do Norte/Nordeste é o mais gritante, pois o governo mantém uma política assistencialista e não realiza nada de efetivo para combater a miséria, as escolas continual péssimas e a saúde é vergonhosa. Agora só porque moro em um estado que não tem tantos problemas não devo me manifestar. As pessoas que possuem uma vida melhor não devem lutar por condições melhore por aqueles que não tem. Reflitam melhor sobre o que escreveram. É claro, que como em toda manifestação, ou aglomeração haverá aqueles que tentaram desvirtuar, pois até no trânsito ou na fila do cinema temos isso. Sei que as coisas não mudarão do dia para a noite, mas agora redescobrimos um poder que á muito estava esquecido. Devemos todos cobrar sim, pois a administração dessas obras é vergonhosa, tente ver se na iniciativa privada acontece esses desmandos com dinheiro como os que estão acontecendo nas obras para a COpa.

  8. Michelle

    Nessa altura dos acontecimentos, penso ser um erro se manifestar contra a Copa e não contribuir para seu bom andamento. Eu não sou conta a Copa (nenhuma das duas, a atual e a do ano que vem). Só estou vendo as pessoas se manifestarem contra a Fifa, contra a competição em si e contra os estádios, mas não vejo ninguém falar praticamente nada contra os motivos que eu de fato sou contra (em relação às competições):
    1- Estádios caros porque foram superfaturados, neste caso temos que ser contra as empreiteiras que corrompem o Estado para terem lucrs estratosféricos e não contra o estádios;
    2- Entregar de bandeja os estádios para o setor privado, seja quem for, para um empresário conhecido que tá se apropriando dos bens do país, uma empreiteira, ou um time de futebol (isso ainda não vi ninguém falar nada, mas estão gastando dinheiro público para DAR do verbo entregar de graça – com dinheiro do BNDES – um estádio para o Corinthians);
    3- Superfaturamento de todas as outras obras para lucro das mesmas empreiteiras de sempre;
    4- Denúncias contra os corruptos e não contra os corruptores;
    5- Corrupção dentro do futebol e competições manipuladas para dar títulos a determinados times;
    6- Manipulação da mídia no esporte e na justificativa de resultados que foram roubados (como manipulação de tira teima e exaltação de determinados times), tudo isso contribui contra a corrupção;
    7- Manipulação para se fazer acreditar que a corrupção é novidade no país e que as piores só aconteceram recentemente, isso é jogar boi para as piranhas e safar a maioria dos corruptos e corruptores.

  9. Rogério

    Estes protestos reivindicam o quê? Para quem? E até quando? Creio que quando a última seleção deixar o nosso País, todos voltarão para o conforto de seus lares, e tudo voltará a ser como sempre… NADA MAIS CONSERVADOR!

  10. Fabio

    A grande verdade é que saúde e educação são direitos básicos de TODOS os cidadãos, independentemente de condição financeira ou classe social. Direito básico que é negado por governos corruptos e ineficientes, cuja eficiência somente é percebida na hora da arrecadação.

  11. Allan M. Oliveira

    Meus amados irmãos, chegou a hora da Igreja não somente inerceder com vigor pela nossa nação, mas viver verdadeiramente a Palavra de Deus, pois muitos tem brincado de crente e/ou vivendo somente as partes religiosas do evangelho, mas no dia a dia, é corrupção, compra e não paga, firma um acordo e não cumpre, sujam as ruas, são preguiçosos, indiferentes para com o próximo e com a sociedade, mercenários em nome do Evangelho, políticos corruptos, gananciosos, e quando provados em sua conduta moral, ética, social e financeira, sucumbem a decidir pelo o que lhes convém e não pelo que as Escrituras lhes diz… Desde o ano passado tenho postado uma palavra que o Senhor me revelou nas Escrituras sobre o que Ele espera de nossa nação, por misericórdia de todos nós, mas também há uma advertência séria caso a escolha seja errada. Tal palavra tenho divulgado em meus comentários em jornais, revistas, blogs na internet e emails. A Palavra é esta: “Um recado da Palavra de Deus para o Brasil: “Ai, nação pecadora, povo carregado de iniqüidade, descendência de malfeitores, filhos corruptores; deixaram ao SENHOR, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trás. Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal. Se quiserdes, e obedecerdes, comereis o bem desta terra. Mas se recusardes, e fordes rebeldes, sereis devorados à espada; porque a boca do SENHOR o disse.” Isaías 1:04,16,19-20. Arrependei-vos já!!” As manifestações estão aí, o povo estava esperando que a Igreja fizesse algo e anunciasse com exemplo as Boas Novas, mas esta tem feito somente por aparência e religiosidade, não com suas vidas, resultado as pedras (o povo no Brasil e no Mundo) começaram a clamar (Lc 19:40). Se nada fizermos Deus cumprirá com seus juízos sobre nós. Leiam também Habacuque 02. Temos que clamar pela paz e justiça para a nossa Jerusalém e sermos luz para este mundo, mas luz sobre o monte e não somente quando nos interessa!!! Que Deus abençoe o Brasil!! Divulgue esta Palavra Profética a todos!

  12. Allan M. Oliveira

    Lamentável… Dizer que violência e vandalismo é protesto democrático!!! Não vi trabalhadores, pobres nestas “manifestações”… Desestabilizar o país é interesse exclusivo da Europa e EUA!!! Abram o olho, pois estão usando vcs para quebrar o Brasil e assim eles voltarem crescer!! Cuidado com os ultraradicais e partidos radicais de extrema esquerda!! Manifestação é pacífica, respeita o próximo e o patrimônio alheio.

  13. Fábio de Oliveira Ribeiro

    A imprensa apoiou os eventos internacionais, ABOCANHOU GORDAS VERBAS DE PUBLICIDADE e agora culpa o governo porque nem todos lucraram.

    E os comerciantes gananciosos seguem em coro, culpando o governo porque acreditaram na imprensa permitindo-a LUCRAR VENDENDO a ilusão da Copa das Confederações e da Copa do Mundo.

    Fodam-se estes comerciantes. QUE ELES COBREM DA IMPRENSA OS PREJUÍZOS QUE TIVERAM.

  14. Renato

    Quem realmente está por traz dessas desordens? Quem provoca tanta desordem mundo afora?Quais são os interesses? Perguntas que não querem calar. Respeitando o profeta Allan, não faça mensão a Isaias sem antes buscar saber, do ponto de vista histórico, quem foi ele.

  15. Que mania de algumas pessoas tem em dizer: vc é rico, pq está protestando? Como se só os pobres tivessem direito ao protesto neste país….. e se…… todos q usam serviços privados resolvessem usar os serviços públicos q o Estado diz q TODOS têm direito?

  16. Romualdo

    A esquerda tem que ficar atenta ao radicalismo da direita nas manifestações ? tem, porém não pode ficar refém de Políticos inescrupulosos e de Empreiteiras que estão se aproveitando da copa para superfaturar nestas obras, pois cada centavo gasto tem o suor de muitos Trabalhadores que levantam de madrugada, com frio ou com chuva para pagar os impostos neste País e que não são poucos.
    Por isso cabe a Sociedade Civil organizada, fiscalizar todos os empreendimentos que estão acontecendo no Brasil para os eventos que acontecerão no futuro.

  17. Alex

    Muitíssimo suspeito é o espaço generoso da mídia conservadora em relação às manifestações. Se nada existe de instrumentalização de pessoas , no mínimo certas opiniões na cobertura dos eventos mostram uma expectativa inquietante de tirar um bom pedaço, lasquinha, seja lá o que for, em proveito de interesses que ela diz ser indispensável ao Brasil que queremos, ou a serviço do Brasil. Êta imprensa neutra, Sôrrrr!!!. Acho que o fato de um manifestante não usar o Sus ou o transporte público não o desqualifica para criticar esses serviços. Quanto à Copa, somente cego não vê que agregou muito pouco à infraestrutura das cidades brasileiras na questão da mobilidade urbana, até agora. Pode ser que as obras continuem e no futuro breve ela melhore. Que se priorizou atender os caprichos da Fifa acima e antes de outros quesitos, não há como negar.

  18. helcio dias de sa

    O governador XUXU Alkmim, de sao paulo mais o cartel midiatico queriam fuzilar os baderneiros,arruaceiros e outros bichos até que notaram que pinto de jovem nao amolece fácil.O anastazia que dá azia,Do netinho aecio ficou apavorado igualzinho o xuxu de sao paulo .Esse dna tucano de lidar com as massas na porrada,Talvez tenha ficado com medo do CURA gay do pastor Feliciano e suas 80 ovelhas. .

  19. Ferreira

    É o cúmulo da estupidez falar que os “filhinhos de papai, play-boyzinhos” estão protestando sem motivos, visto que não utilizam do transporte público,do SUS, e estudaram em colégio particular.Então quer dizer que você só tem o direito de protestar contra a violência quando matarem seu filho?Sejamos francos, para admitir que um protesto como esse só poderia ter seus primórdios pela erroneamente rotulada “elite”(que de elite não tem nada)pois eles detém maior visão política e social.Enquanto isso, as massas ignorantes se preocupam com o próximo capítulo da novela, e com o jogo de domingo.E esta ignorância é culpa das grandes corporações,dos políticos e da mídia que aliena essas pessoas tornado a população burra e inepta.Não há nada mais fácil que isso para ser manipulado…

  20. Will

    Não há como entender esses comentários de quem diz que os filhinhos de papai não têm motivos para estarem nas ruas protestanto, já que não utilizam SUS, transporte público, etc…Pois esses playboyzinhos, estão nas ruas protestando e reinvidicando um país melhor para TODOS! No momento, a grande maioria que estão nas ruas, são pessoas no mínimo formadas em ensino médio. Portanto, é uma classe mais crítica, com menos comodismo.
    Mas acredito, e isso vem acontecendo, que a grande massa popular, do trabalhador, chão de fábrica, sem muita escoloaridade, entrará em peso, e são eles a maior força de luta que o povo pode ter.

  21. Yacov

    Acho que os ‘Playbas’ que estudam em escolas particulares e tem planos de saúdecaríssimos, estão incomodados não só com a ocupação crescente de espaços pelos ex-pobres e novos classe média, mas também com os altos preços que pagam em escolas e planos de saúde, o que indica que talvez não sejam tão ‘Playbas’ assim… Ora, se tivéssemos escola e saúde públicas de qualidade, PARA TODOS, o dinheiro que a população gasta nesses serviços seria revertido para o consumo, o investimento, a poupança. E todos tem acesso a ensino e saúde de qualidade. Geeeenteeeiinnn !! É tudo de BOM !! CPMF DE VOLTA JÀ !!

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na gLOBo – O que passa na gloBO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  22. LINCOLN MORAES

    Parem com esse papinho de direita ou esquerda… a esquerda de ontem é a direita de hoje e a direita de hoje é a esquerda de amanhã.

    A questão é muito mais que isso. Durante anos a mídia convencional comandou o país com interesses escusos.

    A internet surpreendeu o mundo, antes você ficava indignado com certas reportagens tendenciosas, mas não tinha direito de resposta.

    Agora podemos ouvir e ser ouvido através de redes sociais ( Adeus Globo, Record, Carta Capital ). Isso é apenas o começo!!! Adeus copinha do mundo…

  23. milton

    Fazer manifestação bem no inicio da copa das confederações demonstra que a oposição ao governo não queria que a população brasileira visse a grandiosidade das obras feitas pelo governo federal pois sendo assim estaria garantido a reeleição da presidente Dilma. O início das manifestações foram coordenadas por esta oposição e foi observado muitos bandidos com passagem pela polícia fazendo depredações, só que o tiro saiu pela culatra, pois tinham certeza que o povo iriam aderir ao quebra-quebra como uma boiada desgovernada, isto não aconteceu.

  24. INTERNAUTAITINERANTE

    NA REALIDADE, INICIALMENTE OS PROTESTOS FORAM OBJETO DE UM MOVIMENTO LIDERADOS POR INTERNAUTAS QUE DE FORMA PACÍFICA RESOLVERAM LEVAR ÀS RUAS SEU INCONFORMISMO COM UMA SÉRIE DE PROCEDIMENTOS RELACIONADOS PRINCIPALMENTE COM A INSEGURANÇA E A VIOLÊNCIA IMPERANTE DE PONTA A PONTA NO BRASIL. É VERDADE QUE NESSE CONTEXTO FORAM INSERIDAS AS MAIS DIFERENTES E DIFUSAS REIVINDICAÇÕES, INCLUSIVE ALGUNS CONFLITANTES ENTRE SÓ. O MOVIMENTO PASSOU A PERDER SUA FORÇA QUANDO GRUPOS RADICAIS INFILTRADOS, ORGANIZADAMENTE OU NÃO, PARTIRAM PARA A VIOLÊNCIA E VANDALISMO. HOJE JÁ NÃO EXISTE CONDIÇÕES PARA NOVAS MANIFESTAÇÕES NO NÍVEL DE TRANQUILIDADE DAQUELES INICIALMENTE LIDERADAS PELOS INTERNAUTAS.

Os palpites estão fechados para este post agora.

Compre o livro "Esporte Fino - O Esporte Além dos Resultados"